O que deve ser pensado em um projeto de uma oficina mecânica

Investir no segmento de reparos automotivos tem se mostrado um negócio bastante promissor em nosso país. De acordo com o Sindicato da Indústria de Reparação de veículos e acessórios (Sindirepa), nos últimos três anos, o movimento cresceu entre 10 e 15% de um ano para outro. Para quem deseja empreender na área, pode ser o melhor momento para apostar em um projeto de oficina mecânica, seja para iniciar o negócio ou para modernizar um empreendimento já existente.

Pensando nisso, preparamos um artigo especial com algumas dicas para montar um projeto efetivo e tirar o sonho do papel. Boa leitura!

Por que fazer um projeto de oficina mecânica?

O mercado de oficinas mecânicas vem crescendo a cada ano. No último relatório divulgado pelo Simples Nacional (Sinac), o número de oficinas mantidas por micro e pequenos empresários no país já esbarrava na marca dos 400 mil. Isso significa que há uma concorrência intensa no setor, e que, para se diferenciar dos demais, é necessário trabalhar de forma séria e cautelosa.

Um projeto de oficina mecânica é uma boa forma de buscar a diferenciação. Por meio de estudos prévios e planejamento, é possível projetar o futuro do negócio e sua sustentabilidade. Para isso, é importante tomar como base a análise da concorrência, o desenho de métodos de personalização do espaço (como uma fachada mais atrativa) e do serviço e o investimento em técnicas de atendimento atualizadas e integradas.

O que deve conter um projeto de oficina mecânica?

Quer saber o que não pode ficar de fora de um projeto como esse? Então confira nossa lista com alguns itens essenciais!

Estrutura

Pode parecer um item óbvio, mas o cálculo da estrutura necessária para abrigar todos os serviços desenhados define o sucesso do empreendimento. Em geral, calcula-se uma área mínima de 200 m² — espaço suficiente para mover os carros confortavelmente e abrigar áreas administrativas, almoxarifado e vestiários — para oficinas de pequeno porte.

Ambientes

É essencial planejar a separação e composição dos ambientes de uma oficina mecânica. Afinal, ainda que a essência do negócio seja o reparo automotivo, é preciso também pensar em maneiras de criar uma estratégia de grande experiência para o cliente, desde o momento de entrada na oficina até o pós-venda.

Gestão e estoque de peças

Outro item importante é a projeção de peças e equipamentos necessários para fazer o negócio funcionar. Considere possíveis necessidades de reposição e as condições adequadas para armazenar cada tipo de material.

Nessa etapa, uma dica de ouro é inventariar tudo o que entrar e sair da loja. Assim, a gestão de estoque já começa correta e tende a fluir melhor.

Mão de obra especializada

De nada adianta um espaço perfeitamente projetado se não houver, também, um projeto de gestão de equipe. Por isso, estabeleça padrões de entrega e execução dos serviços e invista na contratação de profissionais especializados.

Por onde começar?

Já sabe como fazer um projeto de oficina, mas ainda está em dúvida sobre os primeiros passos? Então, confira nossa lista a seguir:

  1. faça uma completa análise de mercado e concorrência;
  2. defina detalhadamente o portfólio de serviços oferecidos;
  3. estabeleça planos de ação com metas e datas;
  4. defina os indicadores para acompanhamento do pós-venda e da equipe;
  5. escolha os melhores fornecedores e parceiros.

Como você viu neste artigo, desenvolver métodos de trabalho e seguir o projeto de oficina mecânica são duas importantes chaves para o sucesso de um negócio. Manter o estabelecimento organizado e com setores integrados pode afetar diretamente na produtividade e rentabilidade do serviço.

Se você gostou do nosso conteúdo, assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as publicações da Fronter sobre o segmento!