Como realizar a gestão e tratamento de resíduos na oficina mecânica

Um dos maiores problemas enfrentados na atualidade é a má gestão e tratamento de resíduos sólidos. A falta de conscientização e a escassez de profissionais qualificados intensifica o problema, e tratamento inadequado dos resíduos traz a degradação da qualidade das águas e dos solos.

Assim, muitas oficinas mecânicas têm pensado em soluções ecologicamente corretas, a fim de evitar o efeito de substâncias geradas por seus resíduos e dar outro destino a elas. Algumas das soluções seriam utilizar estes restos de produtos como combustível alternativo, para o processo de refino do óleo ou para queima em fornos de cimento.

Você sabe realizar a gestão e tratamento de resíduos em sua oficina? Pensando nisso, neste post tiraremos suas dúvidas. Acompanhe!

Que tipos de resíduos são gerados em oficinas mecânicas?

Líquidos

Eles são provenientes das drenagens dos fluídos dos veículos, como direção hidráulica, óleo lubrificante do motor, fluído de freio, caixa de câmbio, fluído do sistema de arrefecimento e emulsões oleosas.

Sólidos

Os sólidos são utilizados em processos de reparação das atividades, panos e estopas que contém os líquidos utilizados nos serviços, embalagens de produtos, peças plásticas, vidros, espelhos, peças em policarbonato, peças em chapa de aço, peças em metal, baterias, lâmpadas, pneus, graxa e inúmeros outros tipos de resíduos.

Qual a importância da gestão e tratamento de resíduos?

A gestão e tratamento de resíduos atuam ao longo de todo o ciclo produtivo — onde estão inclusos a extração de matéria-prima, os impactos ambientais relacionados à produção e o descarte dos resíduos —, procurando o equilíbrio entre os recursos que são utilizados e o que é produzido e eliminado.

A oficina que não realiza o gerenciamento apropriado dos resíduos pode perder muitas oportunidades, além de cometer crime ambiental, pois será responsabilizada pela poluição do ecossistema e por vários danos à saúde humana, animal e vegetal.

Além disso, o tratamento de resíduos está diretamente ligado a todo o processo de elaborar, implementar, executar e monitorar um plano de gestão, além da contribuição para a redução de gastos em uma oficina e, consequentemente, aumento dos lucros.

O que diz a legislação?

Um dos planos determinados para essa questão é o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS), o qual investiga e confirma a capacidade de uma empresa de descartar de maneira correta os resíduos gerados. Os PGRS são obrigatórios para um determinado grupo de organizações, desde o dia 02 de agosto de 2010, em nosso país.

De acordo com a Lei 12.305/2010 — Política Nacional de Resíduos Sólidos: poderão ser utilizadas tecnologias objetivando a recuperação dos resíduos sólidos urbanos, desde que fique comprovada sua viabilidade ambiental e técnica e com a implantação de programa de monitoramento de emissão de gases tóxicos que seja aprovado pelo órgão ambiental. De acordo com essa Lei, o Distrito Federal e os Municípios são responsáveis pela gestão dos resíduos gerados nos respectivos territórios.

Qual o plano de gestão de tratamento de resíduos?

Captação dos resíduos

Esse é o momento em que os resíduos são retirados do local em que estão acumulados, analisando-se o tipo e o volume de cada um. Existem profissionais que têm experiência em cada um dos tipos de resíduo, tornando mais eficiente este tipo de procedimento.

Separação

Os resíduos coletados agora serão separados, pois existem resíduos que devem ser tratados de uma maneira específica antes de qualquer outra aplicação ou reciclagem: limpeza, corte, refino, trituração, centrifugação, entre outros procedimentos. Nesse processo, alguns materiais sofrerão reciclagem, serão reutilizados ou irão para indústrias específicas como matéria-prima.

Destino

Depois de o material já ter sido coletado, separado e de ter recebido seu específico devido tratamento, o destino mais apropriado é alcançado conforme a legislação e as normas vigentes sobre o assunto.

Por fim, se a sua gestão e tratamento de resíduos estão sendo implementados de maneira correta e o descarte de resíduos acontece sem prejuízo para o meio ambiente, sua oficina receberá certificado de responsabilidade ambiental. Saber administrar esses tipos de resíduos não significa somente não pagar multas, mas, na verdade, ter consciência ambiental.

Você gostou do nosso texto sobre gestão e tratamento de resíduos? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter e receba as nossas atualizações em sua caixa de entrada!