Muitas vezes um empresário tem grande conhecimento no setor de serviços automotivos, mas não compreende bem alguns conceitos de gestão de empresas. Gerenciar uma oficina mecânica pode dar mais trabalho do que se imagina, pois é preciso realizar o controle do estoque, negociar melhores condições com fornecedores, abrir e fechar o caixa todos os dias etc. Mas você sabe como administrar uma oficina mecânica?

São atividades que exigem muita atenção, e acaba restando pouco tempo para otimizar a gestão da oficina. Abrir esse tipo de negócio pensando somente nas atividades operacionais não é o suficiente para obter êxito. É preciso utilizar estratégias gerenciais e buscar soluções internas simples, mas capazes de trazer benefícios reais para seu empreendimento.

Neste post, citaremos alguns itens importantes sobre como administrar uma oficina mecânica que devem ser levados em conta. Confira!

1. Gestão de pessoas

É importante oferecer treinamentos para os funcionários de sua oficina com certa frequência. Esse é um investimento que vai manter toda a sua equipe sintonizada nos processos da oficina, assegurando que os processos aconteçam de maneira definida e conforme o planejado. Além disso, garante a qualidade dos serviços oferecidos pela oficina e faz com que os colaboradores sintam que são reconhecidos.

2. Gestão de marketing

Um item muito importante quando o assunto é como administrar uma oficina mecânica é cuidar da gestão de marketing. As estratégias de marketing devem ser utilizadas em qualquer área de atuação e em qualquer porte de empresa. Existem várias opções que não englobam altos custos, como redes sociais e o envio de newsletters para informar sobre promoções e novidades.

O fato é que quem não é visto não é lembrado, e na gestão de uma oficina não é diferente. Logo, é preciso ser criativo para se tornar presente na vida do cliente, sem dar espaço para que ele procure o seu concorrente.

3. Gestão financeira

Um dos grandes problemas que levam oficinas à falência é a falta de uma boa gestão financeira e também de capital de giro — aquela reserva que assegura que as atividades não parem nos momentos de crise. Essa reserva serve mesmo quando a empresa está lucrando, pois o faturamento varia e pode ser que depois de algum tempo não seja tão significativo quanto os últimos.

Dessa forma, esse montante deve ser sempre acompanhado e muito bem gerenciado. O fluxo de caixa da oficina é outro fator importante que precisa de atenção especial, pois é por meio dele que a quantia que entra e sai do total de transações pode ser identificada.

É possível descobrir onde é o ponto de equilíbrio do negócio conhecendo bem seu fluxo de caixa e, dessa maneira, saber como administrar melhor as contas a pagar e a receber, realizando cobrança de devedores e solicitando mais prazo ou condições favoráveis para fornecedores.

4. Gestão de estoque

Normalmente, alguns empreendedores enxergam o estoque de produtos como um custo, mas, na verdade, ele é um investimento. Ele é a conversão do dinheiro da empresa em mercadorias e, por isso, é necessária uma boa gestão, a fim de não gerar gastos desnecessários.

Ao gerenciar esse investimento é essencial saber qual a real necessidade do seu mercado. Além disso, é importante ter uma margem de segurança, caso a demanda cresça de forma inesperada.

5. Gestão ambiental

O gestor deve fazer um levantamento de todas as ações que causam impactos ambientais, até mesmo as que não podem ser evitadas. O intuito é analisar os impactos e, se possível, abandoná-los rapidamente, a fim de para reduzir os danos ao meio ambiente.

As ações de sustentabilidade, como a gestão de resíduos, devem sempre ser colocadas em prática e também medidas periódicas, com a finalidade de averiguar se estão trazendo resultados positivos. Assim, se evitam também multas para a oficina e gastos inesperados.

6. Gestão comercial

Uma nova tendência, especialmente no setor automotivo, é a segmentação na área de atuação da oficina mecânica. Essa é uma excelente forma do negócio tornar-se uma referência no mercado, além de fidelizar fornecedores e clientes, disponibilizando um serviço especializado e único.

Ofertando serviços mais específicos, é possível investir de forma mais assertiva em acessórios, equipamentos, ferramentas de ponta e em especialistas em sua área de atuação. Lembrando que você não precisa eliminar todos os outros tipos de serviço que fujam daquilo que sua oficina se especializou.

Porém, é possível conseguir ótimos resultados ao oferecer serviços específicos para os clientes.

7. Gestão de relacionamento com o cliente

O fato é que os clientes do setor automotivo estão cada dia mais exigentes. Grande parte da visão que o cliente tem da empresa é oriunda da experiência que ele teve de uma compra ou da contratação de um serviço. Por esse motivo é essencial que o consumidor encontre um ambiente organizado e limpo em sua oficina.

Outro elemento relevante é o atendimento cortês por parte de todos os profissionais. Instrua sua equipe para otimizar a experiência dos clientes. Além disso, é importante ter uma sala de espera agradável, com Wi-Fi, televisão, água e café, pois fazem toda a diferença.

Dessa forma, o cliente sai satisfeito de sua oficina e clientes felizes se tornam fiéis. E é muito provável que eles indiquem sua loja para pessoas próximas. É recomendado também o uso de um sistema de armazenamento de dados, como CRM, e detalhe o máximo de dados possíveis referentes aos seus clientes.

Dessa forma, você pode enviar um lembrete avisando sobre a revisão do carro ou enviar um cartão em datas importantes, por exemplo.

8. Gestão de patrimônio

Invista sempre no melhor para sua oficina, pois seus serviços dependem disso. Porém, além de equipamentos e ferramentas de ponta, é necessário ficar bem atento à otimização do serviço, isto é, torná-lo mais ágil. Então prefira sempre investir em várias ferramentas e equipamentos que agilizem o trabalho e maximizem a produtividade.

Dessa forma, você assegura mais rapidez no dia a dia e clientes mais satisfeitos. Cuidar das suas ferramentas de trabalho é essencial para uma boa administração da oficina.  Isso reduz os gastos com novas máquinas e ferramentas utilizadas.

Todas as peças e ferramentas utilizadas devem ser limpas todos os dias, ao final do expediente. Inclusive, reserve um local específico para guardar o que a equipe utiliza. Assim, aumentará a vida útil do material utilizado na oficina e diminuirá os gastos com compra de ferramentas novas.

Conhecendo esses itens sobre como administrar uma oficina mecânica fica muito mais fácil otimizar o seu negócio. Atue com um bom planejamento e tenha ótimos resultados! Lembre-se de que a transformação digital do seu negócio também pode auxiliar na gestão da oficina de maneira mais otimizada.

Quer se destacar de seus concorrentes e atrair mais clientes para sua oficina mecânica? Então, aproveite a sua visita em nosso blog e baixe gratuitamente nosso E-book Oficina mecânica: como ter o melhor serviço e atendimento da cidade?